Oficinas

OFC-1: Saúde da mulher e saberes indígenas:  ferramentas de auto-cuidado e autoconhecimento

Dijé (Parteira do Povo Tremembé – CE) 

Liv  Monteiro ( Bióloga, Educadora , Terapeuta da Saúde da Mulher e Produtora Cultural)

Dia 05 de junho, às 14h:00

link para sala:  https://meet.google.com/owi-igku-uxx

Neste encontro, trataremos da importância do autocuidado feminino atrelado à preservação, valorização dos saberes e conhecimentos associados ao uso e manipulação de plantas utilizadas para a cura, usadas por populações indígenas do passado e do presente. Esta iniciativa visa contribuir para a troca de saberes científicos e saberes indígenas, direcionando-os ao empoderamento de mulheres no que se refere ao tratamento adequado de situações de autocuidado e autoconhecimento. 

OFC-2 :Música Indígena: Fluxos Musicais pelos sertões

Dia 04 de junho, às 14h:00 (sexta)

Gledson Xukuru (Povo Xukuru do Ororubá)

Cleiton Xukuru (Povo Xukuru do Ororubá)

Jean Alex

Fabiano de Cristo

"Onde existe taboca, existe índio". O encontro da Serra do Ororubá com a Chapada do Araripe será o fluxo ancestral da arte e ancestralidade mediada pelos Encantos.  Esta oficina se dará em duas partes, onde primeiro, os irmãos Gledson e Cleiton nos apresentarão o Pifano e o Memby, elementos da arte e do sagrado do Povo Xukuru do Ororubá. Em seguida, Jean Alex vem falar e mostrar o processo criativo através das tabocas do Araripe.  Fabiano Cristo fará a mediação deste imperdível encontro.

 

Trasmissão:

Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=lng1Rj3wIjk

Facebook: https://www.facebook.com/semacoensis

OFC-3: Etnopoesia

Dia 05 de junho, às 14h:00

Taiza Nunes (Cientista social, mestranda em Ciências Sociais - UFCG)

Link da videochamada: https://meet.google.com/tjx-ybff-igk


A oficina Etnopoesia terá duração de 2 horas, as temáticas abordadas girarão em torno da literatura indígena, do papel da oralidade no repasse da memória indígena e seu potencial de comunicar, registrar e expressar ao mundo saberes geracionais, e a emergência comunicativa de pautas políticas e socioculturais, ligadas à identidade étnica.

O objetivo é contextualizar a importância da arte no processo de revitalização étnica cultural, sensibilizando e despertando o interesse pela etnopoesia, em todas as suas vertentes criativas, por meio da apresentação de escritores indígenas e de alguns elementos e características que estão envolvidas no fazer poético, como a criatividade, imaginação, o jogo das palavras na construção e expressão do pensamento.

 

OFC-4: Ancestralidade Indígena e Narrativas Familiares no Semiárido

Dia 05 de junho, às 14h:00

Takamara Kariri

Ailton Kariri

Humberto Bismark Tapuya-Tataitiú

Josileide Peba Tapuya-Tarairiú

Link para sala do meet: meet.google.com/hkw-srrn-ace

Propomos o encontro na modalidade oficina para o dia 5 de junho, onde inicialmente teremos 1 fala breve sobre história e cultura indígena no sertão paraibano, pensando as territorialidades indígenas Tarairiús e Kariris na nossa
região. Em seguida, abriremos para um momento de compartilhamento de narrativas familiares indígenas presentes no semiárido, partindo das nossas experiências aqui na Paraíba. Por fim, abriremos para uma roda de perguntas, respostas e sugestões, seguida do encerramento do encontro.

OFC-5: Museologia Indígena

Dia 05 de junho, às 14h:00

Suzanalson Kanindé (Professor e Mestrando em Humanidades/UNILAB)

Link da videochamada: https://meet.google.com/wed-ipxx-dhc

A oficina Museologia Indígena terá por objetivos discutir as estratégias de apropriação de objetos museológicos pelos povos indígenas que tem atuado na apropriação de processos museológicos, protagonizando espaços de memória em seus territórios tendo assumido um importante papel na luta e resistência em torno de uma consciência étnica sobre a importância de se preservar seus ritos, saberes, fazeres e ecossistemas presentes nos territórios buscando o direito a uma memória indígena preservada.

 

OFC-6: Biojóias

Dia 04 de junho, às 14h:00 (Sexta)

Manoel Leandro (Grupo Urocongo de Artes , comunidade Chico Gomes Crato - CE)


A oficina de biojoias é um experiência de trocas de saberes envolvendo a arte Kariri. Na oficina conversaremos especificamente sobre os adereços utilizados pelos nativos Kariris. Será uma experiência de cores, sementes,  palhas... força, beleza, e  sabedoria que são carregadas na cabeça, no pescoço, braços e pernas.

OFC-7: Culinária Kariri: baião de Xerém e uma pitada de ancestralidade

Dia 05 de junho, às 14h:00

Dona Rosa Cariri ( Povo Kariri de Poço Dantas)

A oficina baião de xerém, surge, da necessidade de manter viva as tradições dos povos originários, além de socializar a herança dos hábitos e costumes alimentares herdados dos nossos troco velhos Cariri, como o uso do milho. A atividade prática tem duração de quatro horas e possibilita abordar temáticas culturais, histórico, hábitos alimentares indígenas e a saúde, além, da relação indígena com a mãe terra.



 

OFC-8: Artes e artefatos do Povo Xukuru do Ororubá

Dia 05 de junho, às 14h:00

Geovane Xukuru ( Coordenador pedagógico  de arte indígena Xukuru do Ororubá)

Valdeir Xukuru (Mestre artesão do Povo Xukuru do Ororubá)

https://meet.google.com/fbq-hehk-dxi

Link Retificado


Vamos conhecer um pouco das artes e artefatos.  Além da beleza, vamos compreender elementos do sagrado do Povo Xukuru do Ororubá.